Frete Grátis acima de R$120,00 *
38 lojas físicas desde 1958
Até 3X sem juros no cartão
Enviamos para todo o Brasil
Compra segura 100% protegida
Soliqua 30 - 60 Solostar
Soliqua 30 - 60 Solostar

Soliqua 30 - 60 Solostar

Código: 98049
|
Outros: Soliqua
Estoque: Disponível
De R$179,48
Por R$156,15
ou 3x de R$52,05 sem juros
ver parcelas
Quantidade:
Verificando seu cadastro
Temos um desconto nesse produto
Informe seus dados abaixo e economize com nosso Programa de Laboratórios. Saiba mais...
De R$156,15
Por R$130,30
Esse produto faz parte do programa:
Ainda não faz parte do Programa de Benefícios? Cadastre-se agora
* Informamos acima o preço do produto com o desconto mínimo oferecido pelo programa. Este desconto pode alterar de acordo com os itens da cesta, a quantidade do produto e o CPF, Cartão ou Cupom informado.
Calculando frete e prazo
Calcule o frete

Comprar Soliqua 30 - 60 Solostar com melhor preço e entrega em todo o Brasil. Conheça todas as apresentações de Soliqua

Frete Grátis
acima de R$120,00 (*)
38 Lojas Físicas
desde 1958
Até 3X sem juros
a partir de R$100,00
OURO
Loja Ouro E-bit
eleita pelos consumidores

Para que serve Soliqua

Este medicamento é indicado como um adjuvante de dieta e exercício para melhorar o controle glicêmico em adultos com diabetes mellitus tipo 2 inadequadamente controlada com medicamentos hipoglicemiantes orais isolados ou combinados com insulina basal, ou insulina basal utilizada isoladamente.

Como o Soliqua funciona?


Soliqua combina dois agentes anti-hiperglicêmicos (substâncias que impedem o aumento da glicemia) com mecanismos de ação complementares. A insulina glargina, um análogo (forma alterada) da insulina basal, e a lixisenatida, um agonista do receptor de GLP-1, [medicamentos que tem como alvo a glicemia em jejum - FPG e glicemia pós-prandial (glicemia até duas horas após a alimentação – PPG)] para melhorar o controle glicêmico em pacientes com diabetes tipo 2, enquanto minimiza o ganho de peso e o risco de hipoglicemia (diminuição da taxa de açúcar no sangue).

Como Usar Soliqua

Preparação e manuseio

Inspecionar a caneta Soliqua antes do uso. Soliqua somente deve ser utilizado se a solução estiver límpida, incolor, sem a presença de partículas visíveis. Uma vez que Soliqua é uma solução, não é necessária a ressuspensão antes do uso.

Antes do primeiro uso a caneta deve ser armazenada sob temperatura ambiente por 1 a 2 horas. Soliqua não deve ser misturado ou diluído com qualquer outra insulina. A mistura ou diluição pode alterar o perfil de tempo/ação e a mistura pode causar precipitação.

Uma nova agulha deve ser sempre conectada antes de cada uso. As agulhas não podem ser reutilizadas. O paciente deve descartar a agulha após cada injeção.

Caso a agulha esteja entupida, os pacientes devem seguir as instruções descritas no “Manual de Instruções” que acompanham a embalagem. As canetas vazias não devem nunca ser reutilizadas e devem ser descartadas apropriadamente.

Para evitar a transmissão de doenças, cada caneta deve ser utilizada por apenas um paciente.

O rótulo deve ser sempre verificado antes de cada injeção para evitar erros de medicação entre Soliqua e outros medicamentos antidiabéticos injetáveis, incluindo as duas canetas diferentes de Soliqua. Antes de utilizar Soliqua, devem ser lidas com cuidado as instruções descritas no “Manual de Instruções” que acompanham a embalagem.

Administração

A administração de Soliqua é por injeção subcutânea no abdome, braço ou na coxa. A taxa de absorção e, consequentemente início e duração de ação, podem ser afetados por exercício e outras variáveis, como o estresse, doenças intercorrentes, ou mudanças nos medicamentos coadministrados ou padrões de refeição.

Os locais de injeção deverão ser alternados dentro da mesma região (abdome, coxa ou braço) de uma injeção para a próxima, para reduzir o risco de lipodistrofia (alteração na distribuição de gordura no subcutâneo, neste caso, causado pela aplicação da medicação repetidas vezes no mesmo local).

Não há estudos dos efeitos de Soliqua administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para garantir a eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente por via subcutânea.

Incompatibilidade

Este medicamento não deve ser misturado com outros medicamentos.

Instruções para uso

Leia estas instruções cuidadosamente antes de usar Soliqua, Caneta Solostar.

Informações sobre a caneta Soliqua, Caneta Solostar

Soliqua, Caneta Solostar é apresentada na forma de uma combinação de insulina glargina e lixisenatida em uma proporção fixa. A combinação do medicamento nesta caneta é para uma injeção diária de 10 a 40 unidades de insulina glargina e de 5 a 20 microgramas de lixisenatida, ou de 30 a 60 unidades de insulina glargina e de 10 a 20 microgramas de lixisenatida (converse com seu médico para saber qual das duas você deve usar).

Nunca reutilize as agulhas. Se você fizer isso, pode não obter a dose desejada (subdosagem) ou obter uma dose maior (superdosagem), devido ao risco das agulhas ficarem obstruídas.

Nunca use uma seringa para remover a insulina a partir de sua caneta. Se fizer isso, você pode não obter a quantidade correta da medicação. Guarde este folheto para futura consulta.

Informações importantes:
  • Nunca compartilhe a sua caneta – ela é apenas para uso pessoal;
  • Nunca use sua caneta se estiver danificada ou se você não tem certeza de que ela está funcionando adequadamente;
  • Sempre faça um teste de segurança;
  • Sempre tenha uma caneta e agulhas de reserva para o caso de você perdê-las ou elas se danificarem.
Aprendendo a usar:
  • Antes de utilizar a caneta, converse com seu médico sobre a forma de injetá-la apropriadamente;
  • Peça ajuda se você encontrar problemas em manejar a caneta, por exemplo, se você tiver problemas com a sua visão;
  • Leia todas as instruções antes de utilizar a sua caneta. Se você não seguir todas as instruções, você poderá obter uma dose muito maior ou menor de medicação.
Se você precisar de ajuda:

Se você tiver quaisquer dúvidas sobre Soliqua, Caneta Solostar ou sobre o diabetes, consulte o seu médico ou entre em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor da Sanofi pelo telefone 0800-7030014 ou sac.brasil@sanofi.com.

Itens extras que você pode precisar:
  • Uma nova agulha estéril;
  • Um algodão com álcool;
  • Um recipiente resistente à perfurações ou conforme indicado por um profissional de saúde.
Sobre sua caneta Soliqua:

* Você não verá o êmbolo até que você tenha injetado algumas doses.

* Você não verá o êmbolo até que você tenha injetado algumas doses.

1ª Etapa: verificação da sua caneta

  1. Retire a sua nova caneta da geladeira pelo menos 1 hora antes da injeção. A medicação fica mais dolorida quando está gelada.
  • Verifique o nome e data de validade no rótulo da sua caneta.
  • Não use a caneta após a data de validade estar vencida.

Certifique-se de que está com a medicação correta. A Caneta Solostar 10-40 preenchida é de cor pêssego com um botão de injeção cor de laranja.

Não use a caneta de cor pêssego, se você precisa de uma dose diária inferior a 10 unidades ou superior a 40 unidades. Converse com o seu médico qual caneta é adequada para suas necessidades

A Caneta Solostar 30-60 preenchida é de cor verde oliva com um botão de injeção cor marrom.

Não use a caneta de cor verde oliva, se você precisa de uma dose diária inferior a 30 unidades ou superior a 60 unidades. Converse com o seu médico qual caneta é adequada para suas necessidades.

  1. Retire a tampa da caneta.
  1. Verifique a aparência de sua medicação. Não use a caneta se a medicação parecer turva, colorida ou contenha partículas.
  1. Limpe o lacre de borracha com um algodão embebido em álcool.

Obs: Se você tiver outras canetas injetoras, especialmente neste caso, certifique-se de que a medicação utilizada é a correta.

2ª Etapa: afixando a nova agulha

Sempre use uma nova agulha estéril para cada aplicação. Isso ajuda a prevenir contaminação, infecção e possíveis entupimentos da agulha. Não reutilize agulhas.

Sempre utilize agulhas compatíveis ao uso de Soliqua, Caneta Solostar.

Antes de utilizar a agulha, leia cuidadosamente as “Instruções de uso” que acompanham as agulhas.

  1. Pegue uma agulha nova e retire o lacre de proteção.
  1. Alinhe a agulha com a caneta ainda com sua tampa protetora e mantenha-a em linha reta até que se consiga fixá-la (rosqueie ou empurre dependendo do tipo de agulha). Não aperte demais.
  1. Retire a tampa exterior da agulha. Guarde-a para utilizá-la mais tarde.
  1. Retire a proteção interior da agulha e descarte-a.
Manuseio de agulhas:

Tenha cuidado ao manusear agulhas para evitar ferimentos e infecção cruzada.

3ª Etapa: teste de segurança

Sempre faça o teste de segurança antes de aplicar cada injeção para:
  • Verificar se a caneta e a agulha estão funcionando corretamente;
  • Certificar-se de que você obtenha a dose correta.
  1. Selecione a dose de 2 unidades, girando o seletor de dose até que o ponteiro da dose esteja marcando 2.
  1. Pressione o botão de injeção até o final. Quando a medicação sair da ponta da agulha, sua caneta estará funcionando corretamente.
Se o líquido não aparecer:
  • Pode ser necessário repetir esta etapa por até 3 vezes até aparecer a medicação;
  • Se nenhuma medicação aparecer após a terceira tentativa, pode ser que agulha esteja entupida. Se isso acontecer, troque de agulha (vide 2ª e 6ª Etapa). Em seguida, repita o teste de segurança (3ª Etapa);
  • Não use sua caneta, se ainda não aparecer medicamento na ponta da agulha. Use uma nova caneta;
  • Não use uma seringa para retirar a medicação de sua caneta. Se você observar bolhas de ar.
Se você observar bolhas de ar:

Você pode observar bolhas de ar na medicação. Isso é normal, elas não vão prejudicá-lo.

4ª Etapa: seleção da dose

  • Só use a caneta de cor pêssego para injetar uma dose única diária de 10 - 40 unidades;
  • Só use a caneta de cor verde oliva para injetar uma dose única diária de 30 - 60 unidades;
  • Nunca selecione uma dose ou pressione o botão de injeção sem uma agulha acoplada. Isso poderá danificar sua caneta.
  1. Certifique-se de que a agulha está acoplada e a dose esteja ajustada em `0`
  1. Selecione a sua dosagem, girando o seletor de dose até que as linhas do ponteiro de dose estejam alinhadas com a sua dosagem.
  • Se você ajustar uma dose maior que a necessária, você pode girar no sentido contrário até ajustar sua dosagem;
  • Se não houver unidades suficientes na sua caneta para a sua dose, o seletor de dose vai parar no número de unidades que está disponível;
  • Cada caneta contém mais de 1 dose.
Exclusivo Caneta Solostar 10-40:

Se não for possível selecionar a sua dose total prescrita, use uma nova caneta ou injete as unidades restantes e use uma nova caneta para completar a sua dose. Apenas neste caso pode injetar uma dose parcial de menos de 10 unidades. Sempre use uma outra caneta de 10 a 40 para completar a sua dose e nenhuma outra caneta.

Não utilize a caneta se a sua dose única diária for inferior a 10 unidades, mostradas em números brancos sobre um fundo preto

Sua caneta contém um total de 300 unidades. Você pode selecionar sua dose em intervalos de 1 unidade

Não use esta caneta se você precisa de uma dose única diária que é inferior a 10 unidades, ou mais de 40 unidades

Exclusivo Caneta Solostar 30-60:

Se não for possível selecionar a sua dose total prescrita, use uma nova caneta ou injete as unidades restantes e use uma nova caneta para completar a sua dose. Apenas neste caso pode injetar uma dose parcial de menos de 10 unidades. Sempre use uma outra caneta de 30 - 60 para completar a sua dose e nenhuma outra caneta.

Não utilize a caneta se a sua dose única diária for inferior a 30 unidades, mostradas em números brancos sobre um fundo preto

Sua caneta contém um total de 300 unidades. Você pode selecionar sua dose em intervalos de 1 unidade

Não use esta caneta se você precisa de uma dose única diária que é inferior a 30 unidades, ou mais de 60 unidades

5ª Etapa: injetando a dose

Não force o botão de injeção, pois isso pode quebrar a sua caneta. Se você achar que é difícil pressionar o botão de injeção, consulte a seção abaixo.

  1. Escolha um lugar para injetar:
  1. Introduza a agulha na pele, como demonstrado pelo profissional de saúde e na figura abaixo. Não toque no botão de injeção ainda.
  1. Coloque o polegar no botão de injeção. Em seguida, pressione o botão até o final e segure. Não pressione só de um lado do botão. O seu polegar poderia bloquear o seletor de dose para viragem.
  1. Mantenha o botão de injeção pressionado até você observar o "0" na janela da dose, então, mantendo a pressão, conte lentamente até 10. Isso garantirá que você obtenha a sua dose completa.
  1. Depois de apertar e lentamente, ter contado até 10, solte o botão de injeção. Em seguida, retire a agulha de sua pele.
Se você achar que está difícil pressionar o botão de injeção:
  • Troque a agulha (vide 2ª e 6ª Etapa), e em seguida, faça novamente o teste de segurança (3ª Etapa);
  • Se você ainda achar que está difícil pressionar, obtenha uma nova caneta;
  • Não use uma seringa para remover a medicação de sua caneta.

6ª Etapa: remoção e descarte da agulha

  • Tenha cuidado ao manusear a agulha para evitar ferimentos e infecção cruzada;
  • Nunca coloque a proteção interior da agulha de volta.
  1. Recoloque a tampa externa na agulha, mantendo-a em linha reta com a agulha. Em seguida, empurre firmemente. A agulha pode perfurar a tampa, se não for tampada em linha reta.
  1. Aperte a parte mais larga da tampa exterior da agulha. Gire sua caneta várias vezes com a outra mão para remover a agulha. Tente novamente se a agulha não sair na primeira vez.
  1. Descarte a agulha usada em um recipiente resistente a perfurações.
  1. Recoloque a tampa na caneta.
  2. Não coloque a caneta de volta na geladeira.

Obs: Só use sua caneta por até 14 dias após a primeira utilização.

Como conservar a sua caneta

Antes da primeira utilização:
  • Mantenha a nova caneta na geladeira entre 2°C e 8°C;
  • Não congele.
Após a primeira utilização:
  • Mantenha a sua caneta sob temperatura ambiente (temperatura até 30ºC);
  • Não coloque a sua caneta de volta na geladeira;
  • Não guarde a caneta com a agulha acoplada;
  • Guarde a caneta com a sua tampa colocada.

Como cuidar de sua caneta

  • Manusear a caneta com cuidado;
  • Não deixe a caneta cair ou bater contra superfícies duras;
  • Se você acha que a caneta pode estar danificada, não tente consertá-la. Use uma nova caneta;
  • Proteja a sua caneta de poeira. Você pode limpar a parte externa da sua caneta limpando-a com um pano úmido (somente água). Não molhe, lave ou lubrifique a caneta. Isso pode danificá-la.
Descartando sua caneta:
  • Remova a agulha antes de descartar sua caneta;
  • Descarte a caneta usada como indicado pelo profissional de saúde.

Posologia do Soliqua


Soliqua é titulável e está disponível em duas canetas, oferecendo diferentes opções de dosagem.

A diferenciação entre as concentrações das canetas baseia-se na variação de doses de cada caneta:

Soliqua 100 unidades/mL e 50 mcg/mL; caneta 10-40

  • 1 unidade de Soliqua contém 1 unidade de insulina glargina e 0,5 mcg de lixisenatida;
  • Permite doses diárias entre 10 e 40 unidades de Soliqua (10 a 40 unidades de insulina glargina em combinação com 5 a 20 mcg de lixisenatida).

Soliqua 100 unidades/mL e 33 mcg/mL; caneta 30-60

  • 1 unidade de Soliqua contém 1 unidade de insulina glargina e 0,33 mcg de lixisenatida;
  • Permite que doses diárias entre 30 e 60 unidades de Soliqua (30 a 60 unidades de insulina glargina/10 a 20 mcg de lixisenatida).

Para evitar erros de medicação, certifique-se da correta caneta de Soliqua, (10-40) ou (30-60), como descrito na prescrição médica. A dose diária máxima de Soliqua é de 60 unidades de Soliqua (60 unidades de insulina glargina e 20 mcg de lixisenatida).

Soliqua deve ser administrado por via subcutânea uma vez ao dia dentro de 1 hora antes de qualquer refeição.

É preferível que a injeção prandial de Soliqua seja aplicada antes da mesma refeição todos os dias, quando a refeição mais conveniente for escolhida. Se uma dose de Soliqua for perdida, esta deve ser injetada dentro de uma hora antes da próxima refeição.

A dose de Soliqua deve ser individualizada com base na resposta clínica e ser titulada com base na necessidade de insulina para o paciente. A dose de lixisenatida é aumentada ou diminuída, juntamente com a dose de insulina glargina e também depende de qual caneta for utilizada.

Seu médico te orientará a fazer o ajuste da quantidade ou o momento da administração de Soliqua. Portanto, você deve fazê-lo somente sob orientação médica e com monitorização adequada da glicose.

Dose inicial de Soliqua

* Unidades de insulina glargina (100 unidades/mL)/mcg de lixisenatida
** Se uma insulina basal diferente foi feita duas vezes ao dia para insulina basal ou Toujeo, a dose diária total previamente utilizada deve ser reduzida em 20% para escolher a dose inicial de Soliqua, ou para qualquer outra insulina basal a mesma regra para a insulina glargina (U100) deve ser aplicada.

Titulação de dose de Soliqua

Soliqua deve ser administrado de acordo com as necessidades individuais de insulina. Recomenda-se a otimizar o controle glicêmico através de ajuste de dose com base na glicemia de jejum automonitorizada.

É recomendado um monitoramento próximo da glicose no início do tratamento e nas semanas seguintes.

  • Se o paciente iniciar com a caneta Soliqua (10-40), a dose pode ser titulada até 40 unidades com esta caneta;
  • Para doses diárias totais > 40 unidades/dia substituir para Soliqua caneta (30-60);
  • Se o paciente iniciar com a caneta Soliqua (30-60), a dose pode ser titulada até 60 unidades com esta caneta;
  • Para doses diárias totais > 60 unidades/dia, não utilize Soliqua.

Populações especiais

Crianças

A segurança e a eficácia de Soliqua em pacientes pediátricos com idade inferior a 18 anos não foram estabelecidas.

Idosos (≥ 65 anos de idade)

Soliqua pode ser utilizado em pacientes idosos. A dose deve ser ajustada de forma individual, com base na monitorização da glicose. A experiência terapêutica em pacientes ≥ 75 anos de idade é limitada.

Insuficiência hepática (redução da função do fígado)

O efeito da insuficiência hepática sobre a farmacocinética de Soliqua não foi estudado. A lixisenatida é eliminada principalmente pelo rim; não é esperado que a disfunção hepática afete a farmacocinética de lixisenatida. Em pacientes com insuficiência hepática, a necessidade de insulina pode estar diminuída, devido à redução da capacidade para a gliconeogênese e metabolismo da insulina reduzido.

Pode ser necessário o monitoramento frequente da glicose e o ajuste de dose para Soliqua em pacientes com insuficiência hepática.

Insuficiência renal (redução da função dos rins)

Não existe experiência terapêutica com uso de lixisenatida em pacientes com insuficiência renal grave (depuração da creatinina inferior a 30 mL/min) ou doença renal terminal e, portanto, não é recomendado o uso de lixisenatida nestas populações. Em pacientes com insuficiência renal, a necessidade de insulina pode estar diminuída devido ao metabolismo da insulina. Pode ser necessário o monitoramento frequente da glicose e o ajuste de dose para Soliqua em pacientes com insuficiência renal.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Soliqua?


Se você esquecer de aplicar uma dose de Soliqua, esta deve ser aplicada dentro de uma hora antes da próxima refeição.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico.

Contraindicação de Soliqua

Soliqua é contraindicado a pacientes com hipersensibilidade (alergia ou intolerância) conhecida à lixisenatida, insulina glargina ou a qualquer um dos componentes da fórmula.

Precauções

Hipoglicemia (diminuição da taxa de açúcar no sangue)

Hipoglicemia foi a reação adversa mais frequentemente relatada observada durante o tratamento com Soliqua.

A hipoglicemia pode ocorrer quando a dose de Soliqua for maior do que o necessário. A presença de fatores que aumentam a suscetibilidade à hipoglicemia requer monitoração particularmente cuidadosa e pode necessitar ajuste da dose.

Estes incluem:

  • Alteração da área da injeção;
  • Aumento na sensibilidade à insulina (por exemplo: remoção de fatores de estresse);
  • Atividade física aumentada ou prolongada ou falta de hábito no exercício físico;
  • Doenças intercorrentes (por exemplo: vômito, diarreia);
  • Ingestão inadequada de alimentos;
  • Pular refeições;
  • Consumo de álcool;
  • Certos distúrbios endócrinos não compensados (por exemplo: hipotireoidismo e insuficiência na pituitária anterior ou adrenocortical);
  • Uso concomitante de outros medicamentos.

A dose de Soliqua deve ser individualizada com base na resposta clínica e ser titulada com base na necessidade do paciente à insulina.

O efeito prolongado da insulina glargina subcutânea pode retardar a recuperação de uma hipoglicemia.

Utilização em pacientes com gastroparesia grave (retardo crônico do esvaziamento gástrico) grave

O uso de agonistas do receptor de GLP-1 pode estar associado com reações adversas gastrintestinais. Soliqua não foi estudado em pacientes com doença gastrintestinal grave, incluindo gastroparesia grave e, portanto, o uso de Soliqua não é recomendado nestes pacientes.

Insuficiência renal (redução da função dos rins)

Não há experiência terapêutica em pacientes com insuficiência renal grave (depuração da creatinina inferior a 30 mL/min) ou com doença renal terminal. O uso não é recomendado em pacientes com insuficiência renal grave ou com doença renal terminal.

Medicamentos concomitantes

O atraso do esvaziamento gástrico com lixisenatida pode reduzir a taxa de absorção dos medicamentos administrados por via oral. Soliqua deve ser usado com cautela em pacientes recebendo medicamentos orais que necessitem de uma rápida absorção gastrintestinal, exigem uma monitorização clínica cuidadosa ou ter um intervalo terapêutico limitado.

Desidratação (baixa concentração de água, sais minerais e líquidos orgânicos no corpo)

Os pacientes tratados com Soliqua devem ser avisados sobre o potencial risco de desidratação em relação a reações adversas gastrintestinais e tomar precauções para evitar a depleção (perda) de fluido.

Formação de anticorpos (proteínas usadas pelo sistema imunológico (sistema de defesa do organismo) para identificar e neutralizar corpos estranhos em nosso corpo)

A administração de Soliqua pode causar a formação de anticorpos contra a insulina glargina e/ou lixisenatida.

Em casos raros, a presença de tais anticorpos pode requerer o ajuste de dose de Soliqua, a fim de corrigir uma tendência para hiper ou hipoglicemia.

Advertências do Soliqua


Você não deve utilizar Soliqua se tiver diabetes mellitus tipo 1 ou para tratar cetoacidose diabética (condição grave que ocorre por falta de insulina e pode resultar em coma ou até mesmo em morte e acontece quando os níveis de açúcar no sangue encontram-se muito elevados e deve ser corrigida em ambiente hospitalar).

Risco de pancreatite (inflamação no pâncreas)

Pancreatite aguda, incluindo pancreatite hemorrágica fatal e não fatal ou pancreatite necrotizante, foram relatadas em doentes tratados com agonistas do receptor GLP-1, após a comercialização. Em ensaios clínicos com lixisenatida, um componente de Soliqua, foram relatados 21 casos de pancreatite entre pacientes tratados com lixisenatida e 14 casos em doentes tratados com comparador (taxa de incidência de 21 por 10.000 doentes-ano).

Os casos de Lixisenatida foram relatados como pancreatite aguda (n = 3), pancreatite (n = 12), pancreatite crônica (n = 5) e pancreatite edematosa (n = 1). Alguns pacientes apresentaram fatores de risco para pancreatite, como história de colelitíase ou abuso de álcool. Os pacientes devem ser informados sobre os sintomas característicos da pancreatite aguda: dor abdominal grave a persistente. Se houver suspeita de pancreatite, Soliqua deve ser descontinuado.

Caso haja confirmação de pancreatite aguda, o tratamento com Soliqua não deve ser reiniciado. Caso você tenha histórico de pancreatite recomenda-se cautela no uso de Soliqua.

População Especial

Gravidez e lactação

Não há dados clínicos sobre grávidas expostas a partir de estudos clínicos controlados com uso de Soliqua, insulina glargina e lixisenatida.

O risco potencial em humanos é desconhecido. Soliqua não deve ser utilizado durante a gravidez. Se uma paciente deseja engravidar, ou ficar grávida, o tratamento com Soliqua deve ser descontinuado.

Os estudos em animais com lixisenatida ou insulina glargina, não indicam efeitos prejudiciais diretos na gravidez.

Insulina glargina

Um amplo número de dados sobre gestantes (mais de 1.000 resultados de gravidez) com a insulina glargina indicam que não há efeitos adversos específicos da insulina glargina em gestantes e em específica malformação nem toxicidade da insulina glargina em fetos/recém-nascidos. Os dados em animais não indicam toxicidade reprodutiva com insulina glargina.

Lixisenatida

Estudos em animais demonstraram toxicidade reprodutiva.

Estudos em animais com lixisenatida e insulina glargina não indicam efeitos prejudiciais diretos em relação à fertilidade.

Não é conhecido se Soliqua é excretado no leite humano. Devido à falta de experiência, Soliqua não deve ser administrado durante a amamentação.

Nenhum efeito metabólico da insulina glargina ingerida no recém-nascido/criança amamentada são antecipados uma vez que a insulina glargina como sendo um peptídeo é digerida em aminoácidos no trato gastrintestinal humano.

Alterações na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Como resultado de hipoglicemia, hiperglicemia ou visão prejudicada, a habilidade de concentração e reação pode ser afetada, possivelmente constituindo risco em situações onde estas habilidades são de particular importância.

Os pacientes devem ser aconselhados a tomarem precauções para evitarem hipoglicemia enquanto dirigem. Isso é particularmente importante naqueles que reduziram ou que não conhecem os "sintomas de aviso" de hipoglicemia ou que têm episódios frequentes de hipoglicemia. A prudência no dirigir deve ser considerada nessas circunstâncias.

Composição

Apresentações

Solução injetável (100 U/mL e 50 mcg/mL)

Embalagem contendo 1 caneta descartável preenchida (Solostar) 10-40 unidades contendo 3 mL de solução injetável.

Solução injetável (100 U/mL e 33 mcg/mL)

Embalagem contendo 1 caneta descartável preenchida (Solostar) 30-60 unidades contendo 3 mL de solução injetável.

Composição

Cada mL de Soliqua caneta descartável preenchida 10-40 contém

Insulina glargina equivalente a 100U de insulina glargina

3,64 mg

Lixisenatida

50 mcg

Uma caneta preenchida contém 3 mL equivalentes a 300 unidades de insulina glargina e 150 mcg de lixisenatida.

Cada unidade da caneta preenchida de Soliqua contém 1 unidade de insulina glargina e 0.5 mcg de lixisenatida.

Cada mL de Soliqua caneta descartável preenchida 30-60 contém

Insulina glargina equivalente a 100U de insulina glargina

3,64 mg

Lixisenatida

33 mcg

Uma caneta preenchida contém 3 mL equivalentes a 300 unidades de insulina glargina e 100 mcg de lixisenatida.

Cada unidade da caneta preenchida de Soliqua contém 1 unidade de insulina glargine e 0.33 mcg de lixisenatida.

Excipientes: metacresol, glicerol, levometionina, ácido clorídrico, hidróxido de sódio, cloreto de zinco e água para injetáveis.

Superdosagem

Sinais e sintomas

Dados clínicos limitados estão disponíveis em relação à superdose de Soliqua.

Hipoglicemia e reações adversas gastrintestinais podem se desenvolver se o paciente receber mais Soliqua do que é necessário.

Insulina glargina

Excesso de insulina, em relação a ingestão de alimentos, gasto de energia ou ambos, podem levar a uma hipoglicemia grave, por vezes prolongada e com risco de vida.

Lixisenatida

Durante os estudos clínicos, doses de até 60 mcg de lixisenatida foram administrados a pacientes diabéticos tipo 2 em um estudo de 13 semanas. Elas foram bem toleradas e apenas foi observado um aumento da incidência de doenças gastrintestinais.

Tratamento

Insulina glargina

Os episódios leves de hipoglicemia podem habitualmente ser tratados com carboidratos orais. Ajustes na posologia do medicamento, no padrão das refeições ou exercícios podem ser necessários.

Os episódios mais graves que acarretaram coma, convulsões ou perturbações neurológicas, podem ser tratados com glucagon intramuscular/subcutâneo ou glicose concentrada intravenosa. Ingestão de carboidrato sustentado e observação poderão ser necessárias porque a hipoglicemia pode reaparecer após remissão clínica aparente.

Tratamento de suporte apropriado deve ser iniciado de acordo com os sinais e sintomas clínicos do paciente e a dose de Soliqua deve ser reduzida para a dose prescrita.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Mais informações

Código do produto: 98049
Marca: Soliqua
EAN: 7891058020965
Tipo de Medicamento: Biológico
Registro MS: 1130011640042
Classe Terapêutica: Outras Insulinas Humanas
Princípio Ativo: Lixisenatida + Insulina Glargina
Se persistirem os sintomas o médico deverá ser consultado. Soliqua é um medicamento. Seu uso pode trazer riscos. Procure o médico e o farmacêutico. Leia a bula
Opiniões sobre o produto
Dê sua opinião sobre este produto
Escolha uma nota:
A sua avaliação passará por uma aprovação antes de ser publicada.
1