Frete Grátis acima de R$120,00 *
38 lojas físicas desde 1958
Até 3X sem juros no cartão
Enviamos para todo o Brasil
Compra segura 100% protegida
Sedador Solução Oral Gotas 20ml
Sedador Solução Oral Gotas 20ml
11%

Sedador Solução Oral Gotas 20ml

Código: 94265
Estoque: Indisponível
Ops!
Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.
Calculando frete e prazo
Calcule o frete

Comprar Sedador Solução Oral Gotas 20ml com melhor preço e entrega em todo o Brasil. Conheça todas as apresentações de Sedador

Frete Grátis
acima de R$120,00 (*)
38 Lojas Físicas
desde 1958
Até 3X sem juros
a partir de R$100,00
OURO
Loja Ouro E-bit
eleita pelos consumidores

Para que serve Sedador

Sedador é indicado para o tratamento de manifestações dolorosas em geral; como antipirético (estados febris); nas dores em geral como cólicas do trato gastrintestinal, cólicas nos rins e fígado; dores de cabeça, dores musculares, articulares e pós-operatórias.

Como Sedador funciona?

Sedador é uma associação de três substâncias

Dipirona, cloridrato de prometazina e cloridrato de adifenina.

Atua reduzindo a dor, cólicas (ação relaxante) e febre.

Sua ação tem início a partir de 20 a 30 minutos e seu efeito analgésico perdura de 4 a 6 horas após a administração.

Esta associação de fármacos permite uma potencialização dos efeitos, observando-se uma rápida resposta terapêutica.

Como Usar Sedador

Comprimido

Uso oral.

Uso adulto e pediátrico acima de 12 anos.

Este medicamento deve ser ingerido por via oral, conforme orientado pelo seu médico.

O uso deste medicamento por outra via, que não a oral, pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Solução oral

Uso oral.

Uso adulto e pediátrico acima de 2 anos.

Este medicamento deve ser ingerido por via oral, conforme orientado pelo seu médico.

O uso deste medicamento por outra via, que não a oral, pode causar a perda do efeito esperado ou mesmo promover danos ao seu usuário.

Solução injetável

Uso intramuscular.

Uso adulto.

Posologia

Comprimido

Crianças acima de 12 anos de idade

Tomar 1 comprimido, em intervalos mínimos de 6 horas, com um pouco de água e sem mastigar, sempre a critério médico.

Adultos

Tomar 1 a 2 comprimidos, em intervalos mínimos de 6 horas, com um pouco de água e sem mastigar, sempre a critério médico.

Dose máxima diária recomendada: 8 comprimidos/dia de Sedador (considerando intervalos mínimos de 6 horas).

Este medicamento não é de uso contínuo.

Se após 3 dias de uso, persistirem os sintomas de febre e dores, deve ser procurada orientação médica.

Longos períodos de uso deste medicamento, somente através de orientação médica.

Solução oral

Dose média para adultos

33 a 66 gotas, a intervalos mínimos de 6 horas.

Doses maiores, a critério médico.

Dose máxima diária recomendada

264 gotas/dia (considerando intervalos mínimos de 6 horas).

Dose média para crianças acima de 2 anos de idade

9 a 18 gotas, a intervalos mínimos de 6 horas.

Doses maiores a critério médico.

Dose máxima diária recomendada

70 gotas/dia (considerando intervalos mínimos de 6 horas).

Sedador não deve ser administrado em altas doses, ou por períodos prolongados, sem controle médico.

Doses maiores a critério médico.

Este medicamento não é de uso contínuo.

Se após 3 dias de uso, persistirem os sintomas de febre e dores, deve ser procurada orientação médica.

Longos períodos de uso deste medicamento, somente através de orientação médica.

Solução injetável

½ a 1 ampola por via intramuscular, a intervalos mínimos de 6 horas.

Doses maiores ou mais próximas devem ser cuidadosamente controladas pelo médico.

Por conter a substância cloridrato de prometazina, a injeção intramuscular deste medicamento deve ser profunda, sempre uma solução de 25 ou 50mg/mL.

A dose usual parenteral para todas as indicações além de náuseas e vômitos é de 25 até 50mg.

Uma dose não deve exceder 100mg.

Doses de 12,5 até 25mg repetidas num intervalo não menor do que 4 horas, podem resultar muito bem no tratamento de náuseas e vômitos, embora não mais do que 100mg deva ser usualmente utilizada em um período de 24 horas.

Sedador solução injetável deve ser aplicado lentamente e não deve ser misturado com outros medicamentos na mesma seringa.

Não deve ser administrado em altas doses, ou por períodos prolongados, sem controle médico.

Este medicamento não é de uso contínuo, se após 3 dias de uso, persistirem os sintomas de febre e dores, procure orientação médica.

Longos períodos de uso deste medicamento, somente através de orientação médica.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar Sedador?

Não há motivos significativos para se preocupar caso se esqueça de utilizar o medicamento.

Caso necessite utilizá-lo novamente, retome o seu uso da maneira recomendada, respeitando os intervalos e horários estabelecidos, não devendo dobrar a dose porque se esqueceu de tomar a anterior.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião dentista.

Contraindicação de Sedador

Contraindicado para pacientes com hipersensibilidade conhecida a qualquer componente da fórmula do produto.

Este medicamento é contraindicado para pacientes que apresentam problemas renais, problemas no coração, nos vasos sanguíneos, no fígado e problemas específicos no sangue tais como agranulocitopenia (diminuição dos glóbulos brancos) e deficiência genética da enzima glicose-6-fosfato-desidrogenase (G-6-PD).

Também está contraindicado nos casos de hipersensibilidade aos derivados pirazolônicos (como a fenilbutazona) ou ao ácido acetilsalicílico, particularmente, naqueles pacientes nos quais o ácido acetilsalicílico acarreta crises de asma, urticária (coceira) ou rinite aguda; história de agranulocitose (problemas específicos no sangue) independente da origem; porfiria (doença decorrente de deficiências enzimáticas na formação da hemoglobina).

Pacientes com presença de úlcera gastroduodenal não devem fazer uso deste medicamento.

Sedator solução oral é contraindicado para menores de 2 anos.

Precauções

Este medicamento não é de uso contínuo.

Longos períodos de uso deste medicamento, somente através de orientação médica.

Pacientes com presença de úlcera gastroduodenal não devem fazer uso deste medicamento.

Em tratamentos prolongados, recomenda-se o controle periódico do quadro sanguíneo através de seu médico.

Este medicamento, por conter a substância dipirona pode prolongar o tempo de sangramento (em casos de hemorragias), sendo este efeito reversível.

Assim, deve-se ter cautela em pacientes portadores de doenças intrínsecas da coagulação ou em uso de anticoagulantes.

Este medicamento deve ser usado com cautela em pacientes com asma pré-existente.

Pacientes com insuficiência renal ou hepática, desaconselha-se o uso de altas doses deste medicamento em razão da dipirona, visto que a taxa de eliminação através da urina é reduzida nestes pacientes.

Pacientes com insuficiência cardíaca, usuários de diuréticos (furosemida, hidroclorotiazida) e idosos possuem maior risco de toxicidade renal, devem ter cautela ao utilizar o produto sendo devidamente monitorados.

Por conter dipirona, desaconselha-se o uso do medicamento em pacientes com histórico de agranulocitose.

O uso deste medicamento, por conter dipirona, em casos de amigdalite ou qualquer outra afecção bucofaríngea deve merecer cuidado especial, pois esta afecção pré-existente pode mascarar os primeiros sintomas de agranulocitose (dor de cabeça, dor de garganta, febre e calafrios), ocorrência rara, mas possível.

Durante o tratamento com este medicamento, por conter dipirona, pode-se observar uma coloração avermelhada na urina, devido à excreção da dipirona transformada em ácido rubazônico, porém, isto não deve trazer-lhe nenhuma preocupação, por não ter significado clínico relevante.

Por conter a substância prometazina (anti-histamínico/antialérgico) deve ser utilizado com cuidado.

Pessoas portadoras de epilepsia devem tomar este medicamento com cautela, devido ao possível aumento da potência dos medicamentos para epilepsia provocada pela prometazina.

Durante o tratamento, recomenda-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas. A ação irritante do álcool no estômago é aumentada quando é ingerido com este medicamento, podendo aumentar o risco de úlcera e sangramento.

Pacientes com intolerância ao álcool, ou seja, pacientes que reagem até mesmo a pequenas quantidades de certas bebidas alcoólicas, apresentando sintomas como espirros, lacrimejamento e rubor pronunciado da face, demonstram que podem ser portadores de síndrome de asma analgésica prévia não diagnosticada.

Interações medicamentosas

Interações medicamento-medicamento

Dipirona aumenta a ação de:
Anti-inflamatórios não hormonais

Naproxeno, cetoprofeno, ibuprofeno, piroxicam, tenoxicam, meloxicam, diclofenaco, aceclofenaco, sulindaco, nimesulida, fentiazaco, e outros.

Anticoagulantes orais

Varfarina e a fenindiona.

Os anticoagulantes podem acentuar o efeito da dipirona sobre a mucosa gástrica.

Hipoglicemiantes

Glimepirida.

Clorpromazina

Provoca o aumento das reações adversas deste medicamento.

Dipirona diminui a ação de:

Ciclosporina.

Prometazina pode aumentar a ação de:
  • Tranquilizantes ou barbitúricos, tais como o fenobarbital, etc. Pode ocorrer a potencialização da atividade sedativa;
  • Analgésicos narcóticos (morfina, codeína, hidroxicodona, fentanil e tramadol);
  • Antitussígenos (codeína);
  • Metadona;
  • Clonidina;
  • Hipnóticos (clordiazepóxido, diazepam, clonazepam e outros);
  • Antidepressivos tricíclicos (imipramina, amitriptilina, nortriptilina e outros);
  • Lítio.
Prometazina pode aumentar as reações indesejáveis de:
  • Antidepressivos imipramínicos;
  • Lítio;
  • Antiparkinsonianos (levodopa, seleginina, triexifenidil);
  • Anticolinérgicos (biperideno, benzidamina, diciclomina, Hyoscyamus niger (meimendro), beladona);
  • Disopiramida;
  • Neurolépticos fenotiazínicos (maleato de levomepromazina).
Adifenina

Não são conhecidas reações de interação medicamentosa com a adifenina. Por ter ações similares às da atropina, pode-se ter um aumento das reações indesejáveis quando este é associado a anticolinérgicos tais como a benzidamina, diciclomina, meimendro e a beladona.

Interações medicamento-alimento

Não há dados disponíveis até o momento sobre a administração concomitante de alimentos e dipirona.

Interações medicamento-exame laboratorial

Não há dados disponíveis até o momento sobre a interferência de dipirona em exames laboratoriais.

Solução injetável

Soluções de cloridrato de prometazina (injetável) são incompatíveis com
  • Substâncias alcalinas, as quais precipitam a prometazina base insolúvel;
  • Aminofilina;
  • Barbitúricos;
  • Benzilpenicilina;
  • Carbenicilina sódica;
  • cloranfenicol;
  • Hidroclorotiazida sódica;
  • Cefmetazol sódico;
  • Cefoperazona sódica;
  • Cefotetan dissódico;
  • Dimenidrinato;
  • Cloridrato de doxorrubicina (formulação lipossômica);
  • Furosemida;
  • Heparina sódica;
  • hidrocortisona;
  • Ampicilina sódica;
  • Sulfato de morfina;
  • Cloridrato de nalbufina;
  • Contrastes;
  • Soluções de nutrientes parenterais.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.

População Especial

Crianças

A segurança do uso em crianças menores de 2 anos de idade não está estabelecida.

Embora não esteja confirmada, a ingestão concomitante da prometazina com sedativos fenotiazínicos (acepromazina, cloridrato de tioridazina) pode provocar a síndrome da morte súbita infantil, por isso este medicamento não deve ser utilizado neste grupo de pacientes.

Capacidade de dirigir ou aperar máquinas

Durante o tratamento, o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas.

Gravidez e amamentação

Informe seu médico ou seu cirurgião-dentista em caso de suspeita de gravidez ou se estiver amamentando.

No período de amamentação, só utilize medicamentos com o conhecimento do seu médico ou cirurgião-dentista, pois alguns medicamentos, inclusive este, são excretados no leite materno, podendo causar reações indesejáveis para o bebê.

Composição

Comprimido

Cada comprimido contém

Dipirona

500 mg*

Cloridrato de prometazina

5 mg**
Cloridrato de adifenina 10 mg***

*Equivalente a 527,02 mg de dipirona monoidratada.
**Equivalente a 4,432 mg de prometazina.
***Equivalente a 8,952 mg de adifenina.

Excipientes: Povidona, amido, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, dióxido de silício, estearato de magnésio.

Solução oral

Cada 1,5 ml contém

Dipirona

500 mg*

Cloridrato de prometazina

5 mg**

Cloridrato de adifenina

10 mg***

Veículo**** 1,5 ml

*Equivalente a 527,02 mg de dipirona monoidratada.
**Equivalente a 4,432 mg de prometazina.
***Equivalente a 8,952 mg de adifenina.
****Sacarina sódica, ciclamato de sódio, metilparabeno, propilparabeno, sorbitol, metabissulfito de sódio, edetato dissódico, aroma de laranja, corante amarelo FDC Nº 10, corante amarelo crepúsculo Nº 6, propilenoglicol, hidróxido de sódio e água purificada.

Solução injetável

Cada ml contém

Dipirona

375,0 mg*

Cloridrato de prometazina

12,5 mg**

Cloridrato de adifenina

12,5 mg***

Veículo**** 1,0 ml

*Equivalente a 395,258 mg de dipirona monoidratada.
**Equivalente a 11,080 mg de prometazina.
***Equivalente a 11,190 mg de adifenina.
****Metabissulfito de sódio, propilenoglicol, ácido acético glacial e água para injetáveis.

Superdosagem

Não devem ser utilizadas doses superiores às recomendadas.

A interrupção repentina deste medicamento não causa efeitos desagradáveis, nem risco, apenas não terá mais efeito terapêutico.

A margem de segurança do Sedador é bem ampla.

Em caso de superdose podem ocorrer sintomas tais como vômitos, vertigens e sonolência.

Não tome nenhuma medida sem antes consultar um médico.

Mais informações

Código do produto: 94265
Código de Barras: 7896676420685
Tipo de Medicamento: Similar
Registro MS: 1029803810060
Se persistirem os sintomas o médico deverá ser consultado. Sedador é um medicamento. Seu uso pode trazer riscos. Procure o médico e o farmacêutico. Leia a bula
1