Frete Grátis - Veja as regras
43 lojas físicas desde 1958
Até 3X sem juros no cartão
Enviamos para todo o Brasil
Compra segura 100% protegida
Koli D3 7.000Ui Com 10 Comprimidos Revestidos Ems
Koli D3 7.000Ui Com 10 Comprimidos Revestidos Ems

Koli D3 7.000Ui Com 10 Comprimidos Revestidos Ems

Código: 104550
|
Outros: EMS
Estoque: Disponível
De R$33,72
Por R$32,10
Quantidade:
Calculando frete e prazo
Calcule o frete

Comprar Koli D3 7.000Ui Com 10 Comprimidos Revestidos Ems com melhor preço e entrega em todo o Brasil. Conheça todas as apresentações de Koli

Frete Grátis
veja as regras
43 Lojas Físicas
desde 1958
Até 3X sem juros
a partir de R$100,00
OURO
Loja Ouro E-bit
eleita pelos consumidores

Para que serve Koli D3

Este é um medicamento à base de Vitamina D, com altas dosagens, indicado no tratamento auxiliar da desmineralização óssea (retirada dos minerais dos ossos) pré e pós-menopausa e da osteoporose, no tratamento do raquitismo (enfraquecimento dos ossos), da osteomalácia (enfraquecimento dos ossos) e na prevenção de quedas e fraturas em idosos com deficiência de Vitamina D.

Como o Koli D3 funciona?


O colecalciferol atua regulando positivamente o processamento e a fixação do cálcio no organismo. É essencial para promover a absorção e utilização de cálcio e fosfato, e para a calcificação normal dos ossos.

O início da ação da Vitamina D após a ingestão de uma dose ocorre entre o período de 10 a 24horas.

Como Usar Koli D3

Conforme mencionado anteriormente e de acordo com o posicionamento oficial da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial e da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (2018), que atualizou os intervalos de referência da Vitamina D – 25-OHD, a avaliação dos níveis séricos de 25-OHD.

Deve considerar a estratificação de acordo com a idade e as características clínicas individuais, da seguinte maneira:

Acima de 20 ng/mL

Desejável para a população saudável (até os 60 anos). 

Entre 30 - 60 ng/mL

Recomendado para grupos de risco, como:

Idosos (acima de 60 anos), indivíduos com fraturas ou quedas recorrentes, gestantes e lactantes, osteoporose (primária e secundária), doença osteometabólicas, tais como raquitismo, osteomalácia, hiperparatiroidismo, doença renal crônica, síndromes de má-absorção, como cirurgia bariátrica e doença inflamatória intestinal, medicações que possam interferir com a formação e degradação da vitamina D, tais como: terapia antirretroviral, glicocorticoides e anticonvulsivantes, neoplasias malignas, sarcopenia e diabetes.

As doses recomendadas, de acordo com a indicação são:

Prevenção/tratamento da desmineralização óssea e osteoporose

800 a 1000 UI /dia.

Tratamento do raquitismo

Inicialmente 1000 a 2000 UI/dia. Depois 400 UI/dia.

Osteomalácia

10000 a 50000 UI /dia.

Prevenção de fraturas e quedas

400 a 1000 UI /dia.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Koli D3?


No caso de esquecimento de administração, reintroduzir a medicação respeitando os horários recomendados.

Não dobrar a dose para compensar a dose esquecida.

Contraindicação de Koli D3

Este medicamento não deve ser utilizado em pacientes que apresentam hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

É contraindicado também em pacientes que apresentam hipervitaminose D (excesso de Vitamina D), elevadas taxas de cálcio ou fosfato na corrente sanguínea e também em casos de má-formação nos ossos.

Precauções

Pacientes com arteriosclerose (caracterizada pelo depósito de gordura, cálcio e outros elementos na parede das artérias), insuficiência cardíaca, hiperfosfatemia (excesso de fosfato no sangue) e insuficiência renal (condição na qual os rins apresentam atividade abaixo do normal), devem procurar orientação médica para avaliar o risco/benefício da administração da Vitamina D. Em caso de hipervitaminose D, recomenda-se administrar dieta com baixa quantidade de cálcio, grandes quantidades de líquidos e se necessário glicocorticoides (como a hidrocortisona, prednisolona, betametasona).

Uso em idosos

Não existem restrições ou cuidados especiais quanto ao uso do produto por pacientes idosos, uma vez que não têm sido relatados problemas com a ingestão das quantidades normais da Vitamina D recomendadas para idosos. Estudos têm relatado que idosos podem ter níveis mais baixos de Vitamina D do que os adultos jovens, especialmente aqueles com pouca exposição solar.

Composição

Cada comprimido colecalciferol 1.000U.I revestido contém:

Colecalciferol* (%IDR: 500%)

1.000U.I

Excipientes q.s.p.

1 comprimido revestido

Cada comprimido colecalciferol 7.000U.I. revestido contém:

Colecalciferol* (%IDR: 3.500%)

 

7.000U.I.

Excipientes q.s.p.

1 comprimido revestido

Cada comprimido colecalciferol 50.000U.I. revestido contém:

Colecalciferol* (%IDR: 25.000%)

50.000U.I

Excipientes q.s.p.

1 comprimido revestido

*Colecalciferol, amido, sacarose, ascorbato de sódio, triglicérides de cadeia média, dióxido de silício, racealfatocoferol.

Excipientes: lactose monoidratada, croscarmelose sódica, celulose microcristalina, estearato de magnésio, álcool polivinílico, dióxido de titânio, macrogol, talco.

Apresentação do Koli D3


Colecalciferol 1.000U.I.

Embalagens contendo 10,30,60,100 fracionado e 200 (hospitalar) comprimidos revestidos.

Colecalciferol 7.000U.I.

Embalagens contendo 4,10,30,60,100 fracionado e 200 (hospitalar) comprimidos revestidos.

Colecalciferol 50.000U.I.

Embalagens contendo 4,10,30,60,100 fracionado e 200 (hospitalar) comprimidos revestidos.

Superdosagem

A superdose é rara. A toxicidade é leve após superdose aguda, mas a toxicidade mais grave, ocasionalmente, se desenvolve após a ingestão crônica de grandes quantidades.

Os sintomas observados no item Quais as reações adversas e os efeitos colaterais do Koli D3? são decorrentes de uma superdose da vitamina D. Na ocorrência de superdose, a administração do produto deve ser imediatamente interrompida, instituindo-se tratamento sintomático e de suporte. No caso de toxicidade leve a moderada, monitorar as concentrações séricas de cálcio e fósforo. Descontinuar o uso de vitamina D e suplementos de cálcio, iniciar uma dieta pobre em cálcio, aumentar a ingestão de fluidos orais ou fluidos IV. Caso o paciente esteja impossibilitado de receber fluidos recomenda-se o aumento da excreção de cálcio. A diurese forçada com solução salina normal IV 0,9% e furosemida pode auxiliar na excreção do cálcio. No caso de toxicidade grave: Hipercalcemia: monitorar os níveis séricos de cálcio e fosfato, até normalização, interromper todos os suplementos e continuar a diurese forçada. O uso de corticosteroides (hidrocortisona 100mg/dia ou prednisona 20 mg/dia) pode melhorar a hipercalcemia e hipercalciúria. Bifosfonatos (pamidronato 90 mg IV e alendronato) têm sido utilizados com sucesso para tratar a hipercalcemia grave. Calcitonina também foi utilizada. Hemodiálise pode ser indicada para pacientes com hipercalcemia grave que não respondem a outro tratamento. Arritmias cardíacas podem ocorrer, indica-se a obtenção de um eletrocardiograma de base e contínua monitorização cardíaca. Em caso de convulsões o tratamento inicial deve ser realizado com benzodiazepínicos, seguindo por barbitúricos conforme necessidade. Monitorar sistema nervoso central e função renal.

Mais informações

Código do produto: 104550
Marca: EMS
EAN: 7894916514064
Tipo de Medicamento: Específico
Registro MS: 1356907370081
Classe Terapêutica: Vitamina D Pura
Princípio Ativo: Colecalciferol (Vitamina D)
Se persistirem os sintomas o médico deverá ser consultado. Koli D3 é um medicamento. Seu uso pode trazer riscos. Procure o médico e o farmacêutico. Leia a bula
Opiniões sobre o produto
Dê sua opinião sobre este produto
Escolha uma nota:
A sua avaliação passará por uma aprovação antes de ser publicada.
1