Frete Grátis acima de R$120,00 *
38 lojas físicas desde 1958
Até 3X sem juros no cartão
Enviamos para todo o Brasil
Compra segura 100% protegida
19%

DIPROPIONATO DE BETAMETASONA CREME 30 G GENÉRICO EMS

Código: 31038
|
Outros: EMS GENERICO
Estoque: Disponível
De R$23,07
Por R$18,46
Quantidade:
Calculando frete e prazo
Calcule o frete

Comprar DIPROPIONATO DE BETAMETASONA CREME 30 G GENÉRICO EMS com melhor preço e entrega em todo o Brasil. Conheça todas as apresentações de Dipropionato de Betametasona

Frete Grátis
acima de R$120,00 (*)
38 Lojas Físicas
desde 1958
Até 3X sem juros
a partir de R$100,00
OURO
Loja Ouro E-bit
eleita pelos consumidores

Para que serve Dipropionato de Betametasona - EMS

O betametasona é indicado para o alívio de inflamações associadas a doenças de pele, sensíveis aos corticosteroides, inclusive psoríase.

Como o Dipropionato de Betametasona - EMS funciona?


O diproprionato de betametasona presente no diproprionato de betametasona Pomada tem ação anti-inflamatória e antipruriginosa associada a um efeito vasoconstritor prolongado permitindo menor frequência de aplicações.

O início de ação do diproprionato de betametasona Pomada é imediato.

Como Usar Dipropionato de Betametasona - EMS

O dipropionato de betametasona não é recomendado para ser usado nos olhos.

Posologia do Dipropionato de Betametasona - EMS


Antes do uso, bata levemente a bisnaga, com a tampa virada para cima, em uma superfície plana e macia para que o conteúdo da embalagem desça para a parte de baixo da bisnaga e assim não ocorrerá desperdício ao abrir a tampa de dipropionato de betametasona Pomada.

Aplique dipropionato de betametasona em quantidade suficiente para cobrir toda a área afetada, uma vez ao dia, ou de manhã e à noite (de 12 em 12 horas). Em alguns pacientes poderá ser feito um tratamento de manutenção, com aplicações uma vez ao dia, todos os dias. Nesses casos, a frequência da aplicação e a duração do tratamento, devem ser determinadas pelo seu médico.

Como ocorre com todos os medicamentos com corticosteroide de uso tópico, o tratamento deverá ser interrompido logo que o problema da pele melhorar. A duração do tratamento pode variar, dependendo da melhora do paciente, não podendo ultrapassar quatro semanas de tratamento sem que o médico faça uma nova avaliação do paciente.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Dipropionato de Betametasona - EMS?


Use a medicação assim que lembrar. Se o horário estiver próximo do que seria a próxima aplicação, pule essa aplicação perdida e siga o horário das outras aplicações normalmente. Não dobre a quantidade para compensar a aplicação esquecida.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Contraindicação de Dipropionato de Betametasona - EMS

Não utilize diproprionato de betametasona se você já teve qualquer alergia ou reação incomum a qualquer um dos componentes da fórmula.
O diproprionato de betametasona Pomada é contraindicado em pacientes com histórico de alergia a outros corticoides, em pacientes portadores de infecções de pele causadas por vírus e/ou fungos, tuberculose de pele e em pacientes com infecções na pele causadas por bactérias que não estejam recebendo tratamento concomitante apropriado.

Este medicamento é contraindicado para menores de 2 anos de idade.

Precauções

Quando aplicado no rosto, deve-se evitar que entre em contato com os olhos. O uso de diproprionato de betametasona no rosto deve se restringir a cinco dias. O diproprionato de betametasona não é recomendado para uso oftálmico.

Caso ocorra irritação ou sensibilização com o uso de diproprionato de betametasona, o tratamento deverá ser interrompido.

Qualquer dos efeitos colaterais relatados com o uso de corticosteroide, incluindo a incapacidade da produção de hormônios pela glândula adrenal, também pode ocorrer com o uso dermatológico de corticosteroides, especialmente em crianças. Isso pode ocorrer com aplicações de 7g por dia de diproprionato de betametasona.

A absorção sistêmica dos corticosteroides de uso tópico aumenta quando grandes áreas do corpo são tratadas, ou quando se utiliza curativos oclusivos. Assim, pacientes recebendo altas doses de corticosteroides tópicos potentes, aplicados em grandes áreas do corpo, devem ser avaliados periodicamente quanto a incapacidade da produção de hormônios pela glândula adrenal, e caso ela ocorra, deve-se diminuir as vezes da aplicação da pomada, interromper o uso do corticosteroide ou ainda substitui-lo por um corticosteroide menos potente.

A recuperação da função da glândula adrenal é geralmente imediata e completa com a interrupção da medicação. Raramente, sinais e sintomas de insuficiência da glândula adrenal podem ocorrer devido à suspensão dos corticosteroides, requerendo-se corticoterapia sistêmica com suplementar.

Exclusivo Pomada:

O uso de diproprionato de betametasona Pomada deve ser restringido a cinco dias.

Lactação

Não se sabe ainda a quantidade de corticoide absorvida pelo organismo, após a aplicação tópica, capaz de resultar em quantidades detectáveis no leite materno. Deve-se decidir pela interrupção da amamentação ou pela parada do tratamento, levando em conta a importância do tratamento para a mãe.

Durante o período de aleitamento materno ou doação de leite humano, só utilize medicamentos com o conhecimento do seu médico ou cirurgião-dentista, pois alguns medicamentos podem ser excretados no leite humano, causando reações indesejáveis no bebê.

População Especial

Uso em crianças

Pacientes pediátricos podem ser mais vulneráveis que pacientes adultos à incapacidade da produção de hormônios da glândula adrenal ocorrida pelo uso de corticosteroides de uso tópico. Isto se deve ao aumento proporcial da área corporal de absorção, considerando-se a relação entre a superfície e o peso do corpo. Incapacidade da produção de hormônios pela glândula adrenal; sintomas de excesso de hormônios corticosteroides, como aumenta de peso, vermelhidão no rosto, rosto em formato de lua cheia, estrias; retardo do crescimento e aumento da pressão intracraniana (que pode se manifestar como dor de cabeça) tem sido relatados em criançãs recebendo corticosteroides de uso tópico.
O uso de dipropionato de betametasona Pomada em crianças deve ser limitado a cinco dias e o uso prolongado deve ser evitado em todas as faixas etárias, bem como o uso de curativos oclusivos.

Uso na gravidez e amamentação

Dipropionato de betametasona Pomada deve ser utilizado em gestantes unicamente se os benefícios possíveis justificarem o risco potencial para o feto. Assim, dipropionato de betametasona Pomada não deve ser usado em grandes quantidades ou por período prolongado de tempo em mulheres grávidas.
O fármaco demonstrou evidências positivas de risco fetal humano no primeiro trimestre da gravidez, no entanto os benefícios potenciais para a mulher podem, eventualmente, justificar o risco, como por exemplo, em casos de doenças graves ou que ameaçam a vida e para as quais não existam outras drogas mais seguras.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Informe imediatamente o seu médico em caso de suspeita de gravidez.

Não foram realizados estudos em animais e nem em mulheres grávidas no segundo e terceiro trimestres da gravidez; ou então, os estudos em animais no segundo e terceiro trimestres da gravidez revelaram risco, mas não existem estudos disponíveis realizados em mulheres grávidas.

Uso em idosos

Em pacientes idosos, o medicamento pode aumentar a atrofia ou aparecimento de manchas roxas na pele. Além disso, a eliminação do medicamento pela pele é mais lenta em idosos, o que potencializa seus efeitos.

Composição

Cada grama de Dipropionato de Betametasona Pomada Dermatológica contém:

Dipropionato de Betametasona*

0,64 mg/g

Excipientes**

1 g

*Equivalente a 0,50 mg de betametasona base.
**Polietileno + petrolato líquido.

Cada grama de Dipropionato de Betametasona Creme Dermatológico contém:

Dipropionato de betametasona*

0,64 mg/g

Excipientes**

1 g.

*Equivalente a 0,5 mg de betametasona base.
**Cera auto emulsificante não iônica, petrolato líquido, oleato de decila, propilenoglicol, fenoxietanol+etilparabeno+metilparabeno+butilparabeno+propilparabeno, simeticona e água purificada.

Apresentação do Dipropionato de Betametasona - EMS


Pomada:

O dipropionato de betametasona 0,5 mg/g pomada dermatológica é apresentada em bisnaga com 10 g, 15 g, 20 g ou 30 g.

Creme:

Dipropionato de betametasona 0,5 mg/g creme dermatológico é apresentado em bisnaga com 10 g, 15 g, 20 g ou 30 g.

Uso adulto e pediátrico acima de 2 anos.

Superdosagem

O uso prolongado ou excessivo de corticosteroides tópicos pode provocar a incapacidade da produção de hormônios pela glândula adrenal, podendo assim dipropionato de betametasona Pomada produzir manifestações de excesso de hormônio corticoide, tais como ganho de peso, vermelhidão no rosto, rosto em formato de lua cheia, estrias, fraqueza muscular e pressão alta.

Em caso de uso de grande quantidade de dipropionato de betametasona Pomada especialmente por longos períodos de tempo, procure o médico levando a bula do medicamento, para que o tratamento adequado seja iniciado.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Mais informações

Código do produto: 31038
Marca: EMS GENERICO
Código de Barras: 7896004711850
Tipo de Medicamento: Genérico
Registro MS: 1023507110042
Classe Terapêutica: Corticoesteróides Tópicos Puros
Princípio Ativo: Dipropionato de Betametasona
Se persistirem os sintomas o médico deverá ser consultado. Dipropionato de Betametasona - EMS é um medicamento. Seu uso pode trazer riscos. Procure o médico e o farmacêutico. Leia a bula
1