Frete Grátis - Veja as regras
41 lojas físicas desde 1958
Até 3X sem juros no cartão
Enviamos para todo o Brasil
Compra segura 100% protegida
Ddavp Solução Nasal 1x 2,5 Ml
Ddavp Solução Nasal 1x 2,5 Ml

Ddavp Solução Nasal 1x 2,5 Ml

Código: 7883
Estoque: Indisponível
Ops!
Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.
Calculando frete e prazo
Calcule o frete
Medicamento refrigerado

Os medicamentos refrigerados, quando a opção de envio for pelos Correios, serão despachados exclusivamente via Sedex às segundas, terças, e quartas-feiras (exceto feriados e vésperas).

Comprar Ddavp Solução Nasal 1x 2,5 Ml com melhor preço e entrega em todo o Brasil. Conheça todas as apresentações de Ddavp na categoria Categorias.

Frete Grátis
veja as regras
41 Lojas Físicas
desde 1958
Até 3X sem juros
a partir de R$100,00
OURO
Loja Ouro E-bit
eleita pelos consumidores

Para que serve Ddavp Solução Nasal

Ddavp® está destinado para:

  • Tratamento de Diabetes insipidus central;
  • Tratamento de poliúria (eliminação excessiva de urina) / polidipsia (sede excessiva) pós-hipofisectomia;
  • Diagnóstico de diabetes insipidus central;
  • Teste de função renal.

Como o Ddavp Solução Nasal funciona?


Ddavp® é uma medicação antidiurética, que reduz a eliminação de água do organismo.

Todas as apresentações de Ddavp® atuam sobre os rins, suprindo a deficiência de vasopressina natural, substância produzida por uma glândula do organismo chamada hipófise.

O tempo médio para início da ação é de aproximadamente 1 horaUma dose intranasal de 10 a 20 mcg possui efeito durante 8 a 12 horas.

Como Usar Ddavp Solução Nasal

Ddavp® spray e solução nasal devem ser utilizados por via intranasal.

  1. Puxe a etiqueta plástica no gargalo do frasco.
  2. Quebre o lacre e retire a tampa plástica.
  3. Desenrosque a tampa pequena do gotejador. Use a mesma tampa no sentido inverso para evitar vazamento, especialmente se o frasco não for guardado em pé.
  4. Segure a parte graduada no túbulo plástico com uma mão e coloque os dedos da outra mão em torno da parte cilíndrica do gotejador. Coloque a ponta do gotejador para baixo contra a extremidade do túbulo marcada com uma seta e comprima o gotejador até que a solução atinja a graduação desejada. Se houver dificuldade no enchimento do túbulo, pode-se usar seringa de diabetes ou tuberculina para retirar a dose e encher o túbulo.
  5. Segure o túbulo com os dedos a aproximadamente 2,0 cm da extremidade e introduza-o em uma narina até que as pontas dos dedos atinjam a narina.
  6. Coloque a outra extremidade do túbulo na boca. Prenda a respiração, incline a cabeça para trás e, em seguida, sopre fortemente pelo túbulo de modo que a solução atinja o local exato na cavidade nasal. Este procedimento permite que a medicação fique limitada à cavidade nasal e não passe para a garganta.
  7. Após o uso feche a tampa plástica. Lave o túbulo com água e sacuda vigorosamente até retirar completamente a água contida no túbulo. O túbulo pode então ser usado para a aplicação seguinte.
  8. Verificar com o médico se o procedimento correto de administração está sendo empregado antes de tratamento continuado com Ddavp®.

Posologia do Ddavp Solução Nasal


Uma marca no túbulo plástico (0,05 mL) corresponde a 5 mcg de acetato de desmopressina.

Tratamento do diabetes insipidus central

Usualmente

Adultos

0,1 a 0,2 mL (10 a 20 mcg) diariamente, em dose única ou em duas doses diárias.

Crianças (3 meses a 12 anos)

A dose usualmente administrada é de 0,05 a 0,1 mL (5 a 10 mcg) diariamente, em dose única ou em duas doses.

Diagnóstico do diabetes insipidus central

Inicialmente, pacientes adultos devem receber 1 litro de água por via oral, e o fluxo urinário deve ser estabilizado pela administração oral de líquido, equivalente em volume à urina eliminada. Então, administra-se 10 a 20 mcg de solução nasal de Ddavp®, 1 a 2 vezes ao dia. Para crianças 5 a 10 mcg, 1 a 2 vezes ao dia.

Se o paciente tiver diabetes insipidus sensível à vasopressina, observa-se intensa redução no fluxo urinário e aumento da osmolalidade urinária dentro de 2 horas.

Teste de capacidade de concentração renal

Em adultos e crianças com a função renal normal, espera-se atingir concentrações urinárias acima de 700 mOsm/Kg em 5 a 9 horas após a administração de Ddavp® intranasal de 40 mcg para adultos e 20 mcg para crianças acima de 1 ano de idade e 10 mcg para crianças abaixo de 1 ano de idade.

Em recém-nascidos normais, concentração urinária de 600 mOsm/Kg deve ser obtida nas 5 horas seguintes à administração. Os recém-nascidos devem receber 10 mcg de Ddavp® intranasal e ter a ingestão de líquidos nas duas refeições seguintes à administração restrita a 50% da ingestão habitual, de modo a evitar sobrecarga hídrica.

Qualquer urina excretada na primeira hora após a administração de Ddavp®, deve ser descartada; após 8 horas da administração, devem-se coletar duas porções da urina para teste de osmolalidade.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Ddavp Solução Nasal?


Caso ocorra esquecimento de administração, entrar em contato com o médico.

Contraindicação de Ddavp Solução Nasal

Ddavp® não deve ser utilizado caso a resposta para algumas das perguntas a seguir for “sim”:

  • Você possui polidipsia habitual e psicogênica (sensação de muita sede, acompanhada por produção de grande quantidade de urina)?
  • Você possui histórico ou suspeita de insuficiência cardíaca e outras condições que requerem tratamento com agentes diuréticos?
  • Você está com a quantidade de sódio no sangue abaixo do normal?
  • Você possui insuficiência renal (redução da função dos rins) moderada a severa?
  • Você possui síndrome de secreção inapropriada de HAD (hormônio antidiurético)?
  • Você possui hipersensibilidade à desmopressina ou a qualquer componente da fórmula?

Precauções

Quando Ddavp® spray e solução nasal forem prescritos, recomendam-se os seguintes cuidados:

  • Iniciar sempre com a menor dose;
  • Seguir rigorosamente as instruções de restrição de líquidos;
  • Caso necessário, o médico irá aumentar a dose progressivamente e com cuidado;
  • Assegurar que a administração em crianças está sob a supervisão de um adulto para controlar o uso da dose.

O tratamento sem a concomitante redução de ingestão de líquidos pode levar à retenção de água e/ou hiponatremia (redução do sódio no sangue) acompanhada ou não de sintomas (dor de cabeça, náusea / vômito, ganho de peso e, em casos mais graves, convulsões).

Os pacientes e, quando aplicável, seus cuidadores, devem ser cuidadosamente intruídos a aderir à restrição de fluidos.

Quando usado com propósitos de diagnóstico, para o teste de concentração renal, a ingestão de fluidos não deve exceder meio litro para saciar a sede uma hora antes e até pelo menos oito horas após a administração. O teste de capacidade de concentração renal realizado em crianças abaixo de 1 ano de idade deve ser realizado sob supervisão cuidadosa em hospital.

Deve-se avaliar a presença de disfunção severa ou obstrução na bexiga antes de se iniciar o tratamento.

Crianças, idosos e pacientes com níveis de sódio no sangue abaixo do normal podem apresentar maior risco de hiponatremia (redução do sódio no sangue).

Devem ser tomadas precauções em pacientes com risco de aumento da pressão intracraniana.

O tratamento com desmopressina deve ser interrompido ou cuidadosamente ajustado durante doenças intercorrentes agudas caracterizadas por desequilíbrio de fluidos e/ou eletrólitos (como infecções sistêmicas, febre, gastroenterite).

Precauções para evitar a hiponatremia, incluindo atenção especial à ingestão de fluidos e maior frequencia do monitoramento de sódio no sangue, devem ser tomadas em caso de uso concomitante com drogas conhecidas por induzir a secreção de hormônio antidiurético, como antidepressivos tricíclicos, inibidores seletivos da recaptação de serotonina, clorpromazina, carbamazepina e alguns antidiabéticos do grupo das sulfonilureias, particularmente a clorpropamida, e em caso de tratamento com anti-inflamatórios não esteroidais.

Há certa evidência, de dados pós-comercialização, da ocorrência de hiponatremia severa associada à desmopressina em formulação nasal quando esta é utilizada para o tratamento de diabetes insípidus central.

Mudanças na mucosa nasal, como edema, ou outras doenças podem causar falha no tratamento, absorção insuficiente e, nestes casos, Ddavp® por via intranasal não deverá ser usado.

A dose de Ddavp® para crianças com diabetes insipidus deve ser cuidadosamente ajustada, de acordo com as necessidades e tolerância do paciente. O uso de Ddavp® em recém-nascidos e crianças requer cuidadosa restrição da ingestão de líquidos.

Efeito na capacidade de dirigir veículos e operar máquinas

Ddavp® não possui efeito na habilidade de dirigir veículos e operar máquinas.

População Especial

Gravidez e lactação

Estudos limitados com mulheres grávidas que possuem diabetes insípídus e dados de mulheres grávidas com compliações hemorrágicas que utilizaram desmopressina indicam não haver efeitos adversos da desmopressina na gravidez ou na saúde do feto/recém-nascido. Não há dados epidemiológicos relevantes. Estudos de reprodução em animais não indicam efeitos nocivos diretos ou indiretos na gravidez, desenvolvimento fetal, parto e desenvolvimento pós-natal.

Devem ser tomadas precauções quando este medicamento for prescrito para grávidas.

Estudos de reprodução em animais não demonstraram efeitos clinicamente relevantes nos pais e na prole. A análise in vitro de modelos de cotilédone humano demonstrou que a desmopressina não sofre transporte placentário quando administrada em concentrações terapêuticas.

Resultados da análise do leite materno em lactantes recebendo altas doses de demopressina (300 mcg intranasal) demonstraram que a quantidade de desmopressina que pode ser transferida para a criança é menor do que a quantidade necessária para influenciar na diurese.

Composição

Cada mL de solução nasal contém:

0,1 mg de acetato de desmopressina (equivalente a 89 mcg de desmopressina).

Excipientes: clorobutanol, cloreto de sódio, ácido clorídrico e água purificada.

Apresentação do Ddavp Solução Nasal


Solução nasal de 0,1 mg/mL de acetato de desmopressina, disponível em embalagens com um frasco contendo 2,5 mL de solução correspondente a 25 doses de 10 mcg e duas cânulas (túbulos) graduadas para administração.

Superdosagem

O excesso de Ddavp® pode causar a retenção de água e hiponatremia (diminuição da quantidade de sódio no sangue).

Embora o tratamento para hiponatremia seja individualizado, as seguintes recomendações gerais podem ser fornecidas:

Descontinuar o tratamento com Ddavp®, restringir o volume de líquidos ingeridos e tratar os sintomas, se necessário.

Mais informações

Código do produto: 7883
EAN: 7896165600017
Tipo de Medicamento: Referência
Registro MS: 1287600150031
Classe Terapêutica: Hormônios Antidiuréticos
Princípio Ativo: Acetato de Desmopressina
Se persistirem os sintomas o médico deverá ser consultado. Ddavp Solução Nasal é um medicamento. Seu uso pode trazer riscos. Procure o médico e o farmacêutico. Leia a bula
Opiniões sobre o produto
Dê sua opinião sobre este produto
Escolha uma nota:
A sua avaliação passará por uma aprovação antes de ser publicada.
1