• Frete GrátisAcima de R$100 *
  • 36 Lojas FísicasDesde 1958
-14%
Clonazepam 2mg Genérico Ems Com 30 Comprimidos

Clonazepam 2mg Genérico Ems Com 30 Comprimidos

Genérico Laboratório EMS Uso Adulto
Cód. do produto: 49027
Outros produtos: EMS
Medicamento Genérico Lei- n°9.787 de 1999
Disponibilidade: 186 unidades em estoque
De: R$13,87
Por: R$11,79
Venda proibida pela internet e televendas
Página meramente informativa sobre o produto
Venda somente nas lojas físicas com receituário adequado
Venda proibida via internet. Medicamento sujeito a controle especial mediante retenção da receita. Portaria nº 344 - 01/02/1999 - Ministério da Saúde

Comprar Clonazepam 2mg Genérico Ems Com 30 Comprimidos com melhor preço na Drogaria Minas-Brasil Online!

Relacionados
Informações do produto
- Fabricante: EMS
- Tipo de Receituário: Notificação Azul de Controle Especial (B)
- Uso Oral
Características do produto
Ação esperada do medicamento O clonazepam pertence a uma família de remédios chamados benzodiazepínicos, que possuem como principais propriedades inibição leve de várias funções do sistema nervoso permitindo com isto uma ação anticonvulsivante, alguma sedação, relaxamento muscular e efeito tranquilizante. Em estudos feitos em animais o clonazepam foi capaz de inibir crises convulsivas de diferentes tipos, tanto por agir diretamente sobre o foco epiléptico como por impedir que este interfira na função do restante do sistema nervoso
Indicação
Distúrbio epilético, transtornos de ansiedade, transtornos do humor e síndromes psicóticas.
Composição
Cada comprimido contém: clonazepam ..2,0 mg excipiente* q.s.p..1 com * amido pré gelatinizado, celulose microcristalina, lactose monoidratada e estearato de magnésio.
Posologia
A posologia depende da indicação e deve ser individualizada de acordo com a resposta do paciente. Recomenda-se, de modo geral
que o tratamento seja iniciado com doses mais baixas, que poderão ser aumentadas conforme necessário. As doses insuficientes não produzem o efeito desejado e por outro lado, doses muito elevadas ou excessivas acentuam os efeitos adversos de clonazepam, e por isso, a titulação apropriada da dose deve sempre ser realizada individualmente, de acordo com a indicação.
- Distúrbios epilépticos
A dose inicial para adultos com crises epilépticas não deve exceder 1,5 mg/dia dividida em três doses. A dosagem pode ser
aumentada com acréscimos de 0,5 a 1 mg a cada três dias até que as crises epilépticas estejam adequadamente controladas ou até que os efeitos colaterais tornem qualquer incremento adicional indesejável. A dosagem de manutenção deve ser individualizada para cada paciente dependendo da resposta. A dose diária máxima recomendada é de 20 mg. O uso de múltiplos anticonvulsivantes
pode resultar no aumento dos efeitos adversos depressores. Isto deve ser considerado antes de adicionar clonazepam ao regime anticonvulsivo existente.
- Tratamento dos transtornos de ansiedade:
• Distúrbio do pânico: A dose inicial para adultos com distúrbio do pânico é de 0,5 mg/dia, dividida em duas doses.
A dose pode ser aumentada com acréscimos de 0,25 a 0,5 mg/dia a cada três dias até que o distúrbio do pânico esteja controlado ou até que os efeitos colaterais tornem qualquer acréscimo adicional indesejável. A dose de manutenção deve ser individualizada para cada paciente dependendo da resposta. A maioria dos pacientes pode esperar o equilíbrio desejado, entre a eficácia e os efeitos colaterais com doses de 1 a 2 mg/dia, mas alguns poderão necessitar de doses de até 4 mg/dia. A administração de uma
dose ao se deitar, além de reduzir a inconveniência da sonolência pode ser desejável especialmente durante o início do tratamento.
O tratamento deve ser descontinuado gradativamente, com a diminuição de 0,25 mg/dia a cada três dias até que a droga seja totalmente descontinuada.
• Como ansiolítico em geral: 0,25 mg até 4,0 mg ao dia. Em geral, a dose recomendada deve variar entre 0,5 a 1,5 mg/dia (dividida em 3 vezes ao dia).
• Tratamento da fobia social: 0,25 mg/dia até 6,0 mg/dia (2,0 mg 3 vezes ao dia).
Em geral, a dose recomendada deve variar entre 1,0 e 2,5 mg/dia.
- Tratamento dos Transtornos do Humor:
• Transtorno afetivo bipolar (tratamento da mania): 1,5 mg a 8 mg/dia. Em geral, a dose recomendada deve variar entre 2,0 e 4,0 mg/dia.
• Depressão maior (como adjuvante de antidepressivos): 0,5 a 6,0 mg/dia. Em geral, a dose recomendada deve variar entre 2,0 e 4,0 mg/dia.
Para o emprego em síndromes psicóticas:
• Tratamento da acatisia: 0,5 mg a 4,5 mg ao dia. Em geral, a dose recomendada deve variar entre 0,5 e 3,0 mg/dia.
Tratamento da síndrome das pernas inquietas: 0,5 mg a 2,0 mg ao dia.
- Tratamento dos movimentos periódicos das pernas durante o sono: 0,5 mg a 2,0 mg ao dia.
- Tratamento da vertigem e sintomas relacionados à perturbação do equilíbrio, como náuseas, vômitos, pré-síncopes ou síncopes, quedas, zumbidos, hipoacusia, hipersensibilidade a sons, hiperacusia, plenitude aural, distúrbio da atenção auditiva, diplacusia e
outros: 0,5 mg a 1,0 mg ao dia (2 vezes ao dia). O aumento da dose não aumenta o efeito antivertiginoso e doses diárias superiores a 1,0 mg não são recomendáveis, pois podem exercer efeito contrário, ou seja piorar a vertigem. O aumento da dose pode ser útil
no tratamento de hipersensibilidade a sons intensos, pressão nos ouvidos e zumbido.
- Tratamento da síndrome da boca ardente: 0,25 a 6,0 mg/dia ao dia. Em geral a dose a ser recomendada deve variar entre 1,0 e 2,0 mg/dia.
Advertências
Você não deverá tomar este medicamento se for alérgico ao clonazepam ou a qualquer substância contida nos comprimidos. Durante o tratamento o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas. Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento. Informe seu médico a ocorrência de gravidez. Não deve ser utilizado durante a gravidez e lactação. Estudos epidemiológicos não puderam excluir a possibilidade de indução de malformações congênitas com o uso de clonazepam. Também há a possibilidade de fatores genéticos ligados à epilepsia causar problemas com o feto. Para assegurar o uso seguro e eficaz dos benzodiazepínicos, uma vez que estes podem causar dependência física e psicológica, é aconselhável consultar seu médico antes de aumentar a dose ou interromper abruptamente esta medicação.
- NÃO FAÇA AUTOMEDICAÇÃO. CONSULTE SEU MÉDICO.
- Ao persistirem os sintomas, o médico deverá ser consultado.
- Todo medicamento oferece riscos. Para evitar danos a sua saúde, procure orientações com o médico e o farmacêutico.
- Leia a bula
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
Informações adicionais
  • Código do produto:
    49027
  • Marca:
  • Código de Barras:
    7896004721828
  • Registro MS:
    1023511240028
  • Princípio Ativo:
    CLONAZEPAM
Topo